quinta-feira, 16 de maio de 2013

Navegante


Ela navegava no mar do mundo. No mar do mundo dentro do seu próprio ser. 
Ela cruzou os oceanos e as margens de si. Encontrou-se com os monstros que ela mesma criou. Ficou frente a frente com o maior de todos eles: o Medo. 
Ela procurou por abrigo. Desejava ser naufrágo só, mas em terra firme.
Ela viu suas ondas se quebrarem. Ela sentiu a maré cheia dos seus olhos. Correu das suas tempestades interiores e superou os tsunamis que reviravam tudo por dentro.

Ela procurava terra à vista. Estava em busca de um cais ou de um porto qualquer. 
Ela navegava pra longe, bem longe em busca de respostas, indícios, sinais...
Ela navegou buscando se encontrar. Ela é navegante na eterna busca de si. 

Alessandra Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário